Em briga na sede do PL, marido de deputada agride idosos e Polícia Militar é acionada

Por Fonte83 - 03/11/2023

O marido da deputada bolsonarista Júlia Zanatta (PL-SC), Guilherme Colombo, foi acusado de ter agredido três homens numa grande confusão no Comitê do Partido Liberal (PL), em Balneário Rincão, Santa Catarina.

Colombo, que também é advogado e atualmente ocupa cargo de diretoria no Banco Regional de Desenvolvimento Econômico (BRDE), teria sido agredido após um desentendimento entre a deputada Júlia Zanatta e o presidente do PL local, Giorgio Bertan.

Segundo informações do Portal Melhores Publicações, Júlia não teria gostado da forma que foi tratada e ligou para seu marido pedindo ajuda. Guilherme, que estava próximo comemorando o seu aniversário, rapidamente chegou no local e começou com as agressões.

“Aparentemente sob efeito de álcool, Guilherme passou a agredir correligionários do partido. Entre as vítimas, está Juceli Eufrasio, de 66 anos de idade. Eufrasio foi empurrado por Guilherme, mesmo estando com uma lesão no braço. Além de Eufrasio, Debrandino Delfino, de 65 anos, também foi agredido com um soco no rosto. Uma terceira vítima, também idosa, foi agredida”, destaca o site.

A PM foi chamada e registrou a ocorrência como vias de fato. Zanatta e o marido manifestaram-se após acusações de agressão a idosos. Segundo eles, Giorgio Bertan, que é defendido por setores do partido como pré-candidato a prefeito do Balneário Rincão, cobrou apoio explícito da deputada à sua pretensão. Júlia Zanatta disse ter respondido que “ninguém enquadra ela”, fato que teria deixado Bertan revoltado e a tensão aumentou quando ela resolveu chamar o marido.

Guilherme justificou que entrou chutando porta e empurrando pessoas porque ficou nervoso por julgar que se tratava de fato grave, pois segundo ele, não é comum a deputada chamá-la, mesmo quando há debates mais acalorados

O marido de Zanatta disse que “não desferiu soco em ninguém”, apenas empurrão e chute, mas alega que foi agredido a socos e pontapés.