Ministro dos Transportes confirma cobrança de pedágios nas BRs 230 e 101, caso sejam privatizadas pelo governo

Por Fonte83 - 06/09/2023

As privatizações da BR-101 e BR-230 podem ter peso diferente no bolso dos usuários das duas BRs. O ministro do Transportes, Renan Filho, confirmou, em reunião com a bancada federal paraibana, a intenção do governo federal de privatizar as duas rodovias, mas alertou que o valor que poderá ser cobrado pelas empresas que vencerem o leilão da BR-101 no que se refere ao pedágio, poderá ser “barato”, já que o investimento deve ser baixo para rodovia. No caso da BR-230, entre João Pessoa e Campina Grande, será necessário um investimento superior.

“O governo vem estudando a concessão da BR-101 em todo o Nordeste e na Paraíba seria a concessão de toda a extensão, da divisa com o Rio Grande do Norte até Pernambuco. A tarifa nesse trecho seria barata, já que será mais para manutenção. Já na BR-230 será um investimento considerável e será um pouco maior”, disse Renan.

Os trechos das BR-230, entre João Pessoa e o entroncamento com a BR-104, em Campina Grande, e da BR-101 que cortam a Paraíba, foram incluídos pelo Governo Federal entre os projetos que podem fazer parte do Programa de Parceria de Investimentos (PPI) da Presidência da República, e ser controlado pela iniciativa privada em agosto de 2019, ainda no início do governo Bolsonaro (PL).

Além dos trechos da BR-230 e da BR-101 na Paraíba, outros 7.213 km (sete mil duzentos e treze quilômetros) de rodovias federais estratégicas, divididas em quinze lotes que atravessam treze Estados, passarão pelo mesmo estudo. Outras vias já foram consideradas qualificadas para serem incluídas nas parcerias.